Nem tudo no mercado automotivo é o que parece. O Hyundai Veloster, carro esportivo lançado em 2011 que experimentou um grande alvoroço na procura e que, a princípio, se destacou pelo formato inovador de sua carroceria (um cupê com três portas, sendo apenas uma na parte traseira). Porém, apesar disso tudo, o excêntrico modelo já teria uma data marcada para a sua “morte”. Segundo o renomado site australiano “Go Auto”, altos executivos da Hyundai não estariam nem um pouco satisfeitos com o baixo número nas vendas em 2013, onde o Veloster vendeu apenas 60 mil unidades. Segundo o site, os executivos estariam debatendo quase que diariamente sobre a criação da segunda geração do modelo, sendo que a suspensão da produção também é levantada por alguns.

Hyundai Veloster 2014

Destes 60 mil veículos vendidos em 2013, cerca de 4 mil foram terras brasileiras. Em 2014, tomando como base os meses de janeiro a junho, foram cerca de 140 emplacamentos, (é importante ressaltar que a montadora coreana parou de importá-lo em fevereiro deste ano).

Motor do Hyundai Veloster

Um dos principais motivos apontados para o fracasso em vendas é o rendimento de seu motor  1.6, no máximo comum. Isso gerou ao Hyundai Veloster alguns apelidos bastante degenerativos. Na Austrália, por exemplo, o modelo ficou conhecido como “Veloser” (“loser” é perdedor, em inglês). No Brasil, muitos o chamam de  “Vagaroster” ou de “Lentoster”.

Hyundai Veloster 2012

Até o momento, o que temos de certeza é que o Veloster passará por um leve facelift no próximo ano, que vai servir como um termômetro para mensurar  a aceitação do público. O desenho deve ser baseado no novo conceito de design, que foi apresentado ao mundo através da nova geração do sedã Sonata. Entre as prováveis mudanças no modelo, muitos especulam que o veículo terá a adição de uma segunda porta traseira. O que se sabe é que o Hyundai Veloster irá sofrer mudanças. O que nos resta é esperar e ver se as novidades vão de fato, repercutir nas vendas.

Be Sociable, Share!

Comentários

comments

Tags: