O mercado das pick-ups vem cada vez mais sendo dominado por modelos que conseguem aliar conforto, robustez e tecnologia. Desta forma, temos hoje uma grande concorrência entre 3 modelos que buscam tais objetivos: a líder de mercado Fiat Strada, seguida por concorrentes de peso, como a nova Saveiro 16V e a Ranger Sport. Veja então uma análise destes três modelos, que brigam pela liderança do segmento, juntamente com a Chevrolet Montana.

Ranger Sport

Ford Ranger Sport 2014

A Ford que já investiu em diversos modelos de pequenas pick ups, encontrou apenas na versão da Ranger uma boa saída para a concorrência. O pacote Sport desta versão inclui um aplique frontal, santantônio tubular, faróis de neblina, e rodas de liga com aro 17″, além de outros itens. Este é um modelo ideal para quem  deseja uma picape pelo espírito “picapeiro” da coisa. Podemos dizer que este modelo é literalmente, mais utilitária que as outras avaliadas. Tem um chassi mais robusto, um motor 2.5 de 173cv,  além de uma caçamba que leva fácil duas motos, além de uma posição de dirigir elevada, que facilita a visão do motorista. Só que isso tudo também se reverte em dificuldade para encontrar vaga de estacionamento, num consumo de combustível mais elevado e um cuidado extra ao trafegar no transito de uma grande cidade.

Além disso, a suspensão de feixe de molas na traseira faz com que a Nova Ranger Sport “pule” demais nos buracos, tornando a viagem menos confortável. Com sua enorme caçamba (1.455kg de capacidade e 1.800 litros) permite levar muita coisa, desde motos até bikes ou  jet-skis, por exemplo. A  altura do solo elevada e a tração traseira dão muito mais robustez à picape na terra, quando comparada a suas rivais menores.

Com motor valente e freios eficientes, a Ranger é firme nas curvas, tem uma direção rápida, tornando a tarefa de dirigir mais prazerosa. A  cabine oferece um bom espaço para dois ocupantes e o acabamento é característico de carro de passeio, principalmente pelo desenho do painel e do volante, que é equipado com comando do som. Apesar de ser bastante robusta,  a Ranger  oferece boa dose de conforto em viagens, isso por que em termos de ruído (apenas 2.300 rpm a 120 km/h) e de  uma suspensão firme, ela oferece uma viagem tranquila.

Saveiro Cross

Nova Saveiro Cross

A dinâmica da Nova Saveiro sempre fez dela uma opção para quem queria uma pick-up para a família ou como carro de passeio. Com o modelo novo, temos um motor 1.6 MSI, da mesma família do 1.0 três cilindros do Volkswagen up! Teoricamente, teremos um rendimento menor em relação às suas outras duas concorrentes, mas não é o que acontece, pois ela é superior em questões de consumo, sem perder a potência. O antigo motor 1.6 8V vai de 0 a 100 km/h em 10,8 s, enquanto a retomada de 40 a 100 km/h foi feita no tempo de 10,6 s e a frenagem de 80 km/h a 0 precisou de apenas 24,7 metros.  Além disso a nova Saveiro Cross oferece um interior bastante agradável, já característico dos modelos anteriores, um consumo de 10,6 km/l quando abastecida com gasolina. A Nova Saveiro Cross também é bem mais leve que a Nova Strada 2014 (1.130 kg), tem o câmbio com o engate mais fácil, a direção mais precisa, somada a suspensão de carro passeio. A montagem do painel e as forrações são bem feitas, não deixando nada a desejar se comparada as concorrentes.

Strada Adventure

Nova Strada Adventure 2014

Tomando como princípio o fato de a Ranger Sport ser bem mais utilitária e a Saveiro Cross muito mais urbana, a Nova Strada entra no meio termo. Com visual bem mais casca grossa, garantido pelas proteções plásticas, somadas a um conjunto de faróis de carro de rali, a Adventure tem uma cara de  aventureira, que é complementada por instrumentos off-roads sérios, como inclinômetros e uma bússola no painel. Os pneus são de uso misto e a altura mais elevada do solo permite trafegar tranquilamente na terra.

Porém, o grande diferencial da Nova Strada 2014 é a ampla gama de versões: ela vai desde o foco no trabalho com a Working 1.4 cabine simples,  até a família mais numerosa com esta Adventure Cabine Dupla. Virtudes da Adventure também aparecem sua suspensão, elevada e parruda em conjunto com os pneus de laterais com mais borracha. O resultado disso é um bom amortecimento das pancadas do piso, até mesmo em pisos de terra.

O motor E-torQ 1.8 16V não apresenta a tecnologia do motor da Saveiro, por exemplo, mas resolve as coisas quando se precisa de força bruta. Afinal, são 132 cv e 18,9 kgfm de torque,  para uma picape compacta. Porém, o conforto dela é bem reduzido se comparado aos outros modelos, fato este que se explica por ser um modelo que sofreu poucas alterações estruturais no últimos anos e se destaca por sua robustez e boa resistência. A parte interna segue os padrões da Fiat, que sempre tem bons acabamentos e o design sofreu poucas alterações em relação aos modelos anteriores.

Be Sociable, Share!

Comentários

comments

Tags: